Mon. Feb 26th, 2024
sports


Os ícones do boxe brasileiro

O boxe é um esporte que, ao longo do século XX, ganhou espaço e popularidade em todo o mundo. No Brasil, não foi diferente. Desde a primeira metade do século passado, o boxe brasileiro produziu grandes atletas que marcaram época e consagraram o país em competições internacionais.

Esses ícones são reconhecidos não só pelo talento e técnica apurada no ringue, mas também pelos feitos e histórias que marcaram suas vidas. Conheça abaixo alguns dos principais nomes do boxe brasileiro.

Éder Jofre

Éder Jofre é considerado por muitos especialistas como o maior boxeador brasileiro de todos os tempos. Nascido em 1936, em São Paulo, é filho de um boxeador que chegou a ser campeão brasileiro na década de 1940.

Profissional desde 1957, Éder Jofre conquistou o título mundial dos galos em 1960, em uma luta contra o japonês Harada, em Tóquio. Defendeu o título por três anos, antes de subir para a categoria dos penas, onde também se tornou campeão mundial em 1973.

Ao longo de sua carreira, Éder Jofre luteu 85 vezes, com 72 vitórias (50 por nocaute), seis derrotas e sete empates. É uma lenda do esporte brasileiro e um ícone do boxe mundial.

Adilson Rodrigues

Adilson Rodrigues é outro ícone do boxe brasileiro. Nascido em São Paulo, em 1952, ele começou a lutar ainda adolescente. Em 1976, conquistou o título de campeão brasileiro dos pesos médios. Em 1979, tornou-se campeão mundial dos pesos medianos-ligeiros, ao vencer o italiano Aldolfo Barbasio, em Milão.

Adilson Rodrigues lutou profissionalmente entre 1976 e 1985, tendo acumulado 45 vitórias, 29 delas por nocaute, e três derrotas. Sua trajetória inspirou muitos jovens boxeadores do país, que sonhavam em seguir seus passos.

Acelino Freitas

Acelino Freitas, também conhecido como Popó, é um dos maiores nomes do boxe brasileiro da atualidade. Nascido em Salvador, em 1975, começou a treinar boxe aos 15 anos.

Profissional desde 1995, Popó conquistou o título mundial dos superpenas em 1999, ao derrotar o russo Anatoly Alexandrov, em Boston. Defendeu o título por quatro anos, antes de subir para a categoria dos leves, onde também se tornou campeão mundial em 2004.

Ao longo de sua carreira, Popó lutou 48 vezes, com 42 vitórias (35 por nocaute) e seis derrotas. Sua técnica e força impressionam até hoje, e ele é considerado um dos maiores boxeadores da história do Brasil.

Roberto Durán

Roberto Durán, apesar de ter nascido no Panamá, é considerado um ícone do boxe brasileiro. Ele teve uma importância fundamental na carreira de vários boxeadores brasileiros, como Acelino Freitas e Vivian Harris, que treinaram com ele.

Durán, apelidado de “Manos de Piedra”, ou mãos de pedra, foi um dos mais temidos lutadores da história do boxe. Campeão mundial em quatro categorias diferentes, ele lutou 119 vezes, com 103 vitórias (70 por nocaute), 16 derrotas e um empate.

Manoel de Almeida

Manoel de Almeida, apelidado de “Mão de Onça”, é um ícone do boxe brasileiro por ter sido o primeiro brasileiro a conquistar um título mundial da modalidade. Nascido em São Paulo, em 1923, ele começou a lutar aos 16 anos.

Em 1949, Manoel de Almeida conquistou o título mundial dos pesos leves, ao derrotar o francês Marcel Cerdan, em Paris. Ele lutou profissionalmente até 1959, tendo acumulado 62 vitórias (44 por nocaute), 11 derrotas e seis empates.

Sua conquista foi um feito histórico para o boxe brasileiro, e abriu caminho para outros grandes nomes que viriam depois dele.

Esses são apenas alguns dos vários ícones do boxe brasileiro, que, ao longo das décadas, fizeram história no ringue. São atletas que inspiraram e ainda inspiram muitas pessoas a praticar e a se dedicar a esse esporte.

By Dave Jenks

Dave Jenks is an American novelist and Veteran of the United States Marine Corps. Between those careers, he’s worked as a deckhand, commercial fisherman, divemaster, taxi driver, construction manager, and over the road truck driver, among many other things. He now lives on a sea island, in the South Carolina Lowcountry, with his wife and youngest daughter. They also have three grown children, five grand children, three dogs and a whole flock of parakeets. Stinnett grew up in Melbourne, Florida and has also lived in the Florida Keys, the Bahamas, and Cozumel, Mexico. His next dream is to one day visit and dive Cuba.