Tue. Jan 25th, 2022


Como um bom vinho, DJ / produtor dinamarquês MORTEN ficou melhor com a idade. Embora tenha explodido recentemente em popularidade e exposição graças às suas colaborações da Future Rave com David Guetta, MORTEN tem trabalhado arduamente na cena da dance music por mais de uma década. Ele fez ondas pela primeira vez em sua Dinamarca natal no final da década de 2010, antes de atingir o público americano com faixas com Steve Aoki, Borgeous e outros em meados da década de 2010. Tivemos a chance de falar com MORTEN sobre como ele começou na indústria, o sucesso do Future Rave, o que ele fez durante a quarentena e seu próximo desempenho no MDLBEAST. Confira nossa entrevista exclusiva.

Ei, Morten, obrigado por conversar conosco. Você está na indústria da música há muito tempo. Conte-nos como você originalmente começou a fazer música e chegou onde está hoje?

“Comecei a fazer música em um porão com um cara drogado da Dinamarca, fizemos alguns discos e alguns anos depois começamos uma cultura na Dinamarca e ganhamos certificados de ouro. Cada DJ tocava os discos que fizemos, o que nos levou a produzir música juntos por 10 anos. No começo, o processo de fazer música era muito cru e honesto. Por exemplo, acidentalmente criamos algo de que gostamos e colocamos um chute embaixo dele, e foi um embrulho. Hoje em dia é um processo diferente. Hoje eu produzo com um plano e a intenção de criar uma emoção e atingir um determinado nível de energia. ”

Nos últimos dois anos, você foi exposto a um público muito mais amplo graças à colaboração da Future Rave com David Guetta. Conte-nos como vocês tiveram a ideia de colaborar e talvez nos conte sobre sua amizade com David?

“No início de 2019, interpretei David algumas ideias muito básicas, e as terminamos juntos, e foi assim que a Future Rave começou. Éramos amigos antes disso, mas é claro, agora que trabalhamos tanto juntos, também passamos mais tempo uns com os outros ”.

Como foi durante toda a pandemia e bloqueio para você? Qual é a sensação de estar de volta à estrada também?

“Foi extremo, ainda é, mas olhando para trás eu era muito produtivo. Muitos costumavam fazer uma pausa, eu escolhi fazer muita música e comecei a fazer muitas transmissões ao vivo. Portanto, o bloqueio para mim foi relativamente bom porque me mantive ocupado. ”

Fazendo isso há tanto tempo, como você acha que cresceu como produtor? Você vê as coisas de forma um pouco diferente agora que está um pouco mais velho e mais sábio?

“Sim, 100 procent. Eu diria que o mais importante é que eu tenho que ser meu maior crítico, isso é crucial na produção de música ”.

Você está definido para se apresentar no show Soundstorm do MDLBEAST em dezembro. O quão animado você está para se apresentar neste espetáculo, já que se estima que seja um dos maiores festivais do Oriente Médio até hoje?

“Estou tão animada, realmente estou !! Estou até trabalhando em um disco especial apenas para aquele show! Eu amo o Oriente Médio, parece que é minha segunda casa! ”

Acho que podemos esperar mais coisas do Future Rave no futuro. Vocês não mostram sinais de desaceleração. O que mais podemos esperar de você e como você planeja manter a marca Morten separada da Future Rave?

“No momento, meu foco está no Future Rave e estou me divertindo muito com ele para pensar em outra coisa.”

Alguma palavra ou conselho para os fãs?

“Eu diria que o mais importante é colocar a música que você realmente ama lá fora. É por isso que David e eu criamos Future Rave, porque estava faltando um som específico. Criar algo que você ama e em que realmente acredita permite que você alcance grandes coisas. Muito obrigado por me receber! ”

Confira o último single Future Rave de David Guetta e Morten com Roland Clark, “Alive Again”, agora disponível na Musical Freedom.

By admin