Mon. Nov 29th, 2021


Neste artigo, estamos nos concentrando na consciência social, que é uma das cinco áreas de Aprendizagem Social e Emocional (SEL). Se o conceito de SEL é novo para você, consulte este artigo para obter uma visão geral básica dele: Aprendizagem social e emocional na sala de aula de teatro: o que é?.

A consciência social se concentra na capacidade de compreender as perspectivas e ter empatia pelos outros, incluindo aqueles de origens, culturas e contextos diversos. Consciência Social tem tudo a ver com demonstrar empatia e compaixão pelos outros, reconhecendo e apreciando as opiniões e sentimentos dos outros e cultivando o respeito e a compreensão dos outros. Isso é muito importante, especialmente na sala de aula de teatro, porque o teatro é sobre alunos de todas as esferas da vida se reunindo para criar arte teatral.

Estamos entrando nisso com os dois pés e explorando um tópico desafiador: encontrar empatia por personagens vilões. Já falamos sobre vilões teatrais no passado no blog do Theatrefolk, nas postagens O outro lado da história: o vilão e Criando conflito com o supervilão.

Alguns alunos resistem a estudar ou retratar vilões por causa de suas próprias crenças ou bússolas morais. Ao abordar personagens vilões, desafie os alunos a se aprofundarem em como o vilão acabou daquela maneira. Sempre há mais na história do que aparenta. Experimente os exercícios nas postagens vinculadas com seus alunos e ajude-os a separar as camadas dos personagens vilões para descobrir algo com que eles possam ter empatia. Aqui estão algumas questões para discussão que podem ajudar seus alunos neste caminho:

  • Qual é a diferença entre empatia e simpatia?
  • O que significa ser empático?
  • O que significa o ditado “caminhar uma milha no lugar de alguém”? Você alguma vez já fez isso? Você poderia fazer isso por um personagem vilão? Por que ou por que não?
  • Ter empatia com o ponto de vista de alguém significa que você precisa concordar com ele?
  • O que significa a frase “levado ao ponto de ruptura”? Como isso se relaciona a um vilão em particular? Alguma vez você já se sentiu assim? O que causou esse sentimento?

E tente o seguinte exercício com seus alunos:

Muitos vilões têm um momento em suas vidas em que ocorre um grande evento que desencadeia sua queda na vilania. Pense em um personagem vilão em particular (de uma peça ou musical, filme, livro, história em quadrinhos, etc.) e identifique o evento principal.

  • O que poderia ter acontecido ao vilão se esse evento não tivesse ocorrido? Como pode ser a vida deles?
  • E se o evento tivesse acontecido com outra pessoa (por exemplo, o herói da história, um ajudante, um membro da família do vilão, um estranho aleatório)? O que pode ter acontecido?
  • Em pequenos grupos (três a quatro alunos), escreva uma breve cena ilustrando um dos seguintes:
    • Um dia na vida do vilão se eles não tivessem se voltado para a vilania
    • O evento que desencadeou a vilania acontecendo com outra pessoa
    • O herói e o vilão em um impasse, com o vilão explicando sua queda na vilania e o herói começando a demonstrar compreensão
  • Se o tempo permitir, execute a cena.

Clique aqui para uma reflexão grátis.


Kerry Hishon é um diretor, ator, escritor e lutador de palco de London, Ontário, Canadá. Ela bloga em www.kerryhishon.com.

Quer saber mais sobre nossas mais novas peças, recursos e brindes?
Entre na nossa lista!

By admin