Wed. Nov 29th, 2023


Já se passaram cinco anos desde Armin van Buuren e Vini Vici se uniram para seu primeiro single de grande sucesso, “Great Spirit”. No entanto, a química está tão forte como sempre e está em exibição clara em seu último single, “Yama. ” Enquanto “Great Spirit” canalizava um canto nativo americano como base, “Yama” vê os dois artistas inspirarem-se em cantos e melodias africanas. Apresentando Dança Tribal e Natalie Wamba, “Yama” é uma melodia edificante, bem como um banger de psy-trance.

A faixa abre com os cantos vocais já mencionados e edificantes. Há também uma boa percussão africana para definir o clima de fundo. Depois disso, a faixa aumenta para a queda massiva de psy-trance que é intercalada com alguns tambores tribais doentios. A queda é definitivamente o som característico de Vini Vici. Após a primeira gota, os cantos voltam em meio a algumas baterias e sintetizadores que têm as impressões digitais de Armin por toda parte. Aqui está o que Armin e Vini Vici têm a dizer sobre fazer “Yama”.

“Eu me diverti muito trabalhando com Vini Vici em ‘Great Spirit’ e ‘United’ em 2016 e 2018 e, embora alguns anos tenham se passado, sempre achei que seria ótimo fazer uma terceira colaboração. Então, todos nós aproveitamos a oportunidade quando ela finalmente surgiu e ‘Yama’ é o resultado. Nossos sons de marca registrada são especialmente compatíveis e tenho certeza de que ‘Yama’ dominará as pistas de dança por muito tempo. ” – Armin van Buuren

“Soltar essa música b2b com Armin van Buuren durante o evento ASOT da semana passada foi uma experiência incrível e estamos super animados com nossa terceira colaboração! Demorou um pouco para produzir essa música e fizemos isso durante o ponto crucial da pandemia. Desnecessário dizer que foi preciso muito trabalho para obter este resultado final. ” – Vini Vici

Confira o videoclipe que acompanha o último vídeo de Armin van Buuren e Vini Vici, “Yama”. Agora em Armada.

By Dave Jenks

Dave Jenks is an American novelist and Veteran of the United States Marine Corps. Between those careers, he’s worked as a deckhand, commercial fisherman, divemaster, taxi driver, construction manager, and over the road truck driver, among many other things. He now lives on a sea island, in the South Carolina Lowcountry, with his wife and youngest daughter. They also have three grown children, five grand children, three dogs and a whole flock of parakeets. Stinnett grew up in Melbourne, Florida and has also lived in the Florida Keys, the Bahamas, and Cozumel, Mexico. His next dream is to one day visit and dive Cuba.