Mon. Mar 4th, 2024


O Twitter está sendo processado por 17 empresas diferentes – como Sony Music Publishing, Universal Music Publishing Group e Warner Chappell Music – por mais de US$ 250 milhões em suposta violação de direitos autorais.

Anúncio. Role para continuar lendo.

De acordo com um processo obtido por Negócios da música em todo o mundo, as empresas estão buscando “até US$ 150.000 por trabalho infringido” por cerca de 1.700 peças musicais. O processo afirma que outras plataformas de mídia social firmaram acordos de licenciamento que permitem aos usuários utilizar música em suas postagens, mas o Twitter não.

“Existe um mercado vibrante para empresas de mídia social pagarem taxas pelo uso de composições musicais”, diz uma parte da introdução do processo. “As empresas de mídia social por trás de plataformas conhecidas como TikTok, Facebook, Instagram, YouTube e Snapchat firmaram acordos com editoras e outros detentores de direitos que compensam os criadores de composições musicais pelo uso de seus trabalhos nessas plataformas.

“Também existem mercados dinâmicos para indivíduos receberem streams e downloads de música, incluindo gravações que incorporam composições musicais dos editores, fora do contexto da mídia social. A conduta do Twitter aqui denunciada prejudica esses mercados legítimos, privando assim os editores e seus compositores de graves -ganhou, merecido rendimento de seus esforços criativos.”

O processo também afirma que o uso de música pelo Twitter está impulsionando sua popularidade e engajamento, dizendo que “o Twitter lucra muito com sua violação dos repertórios de composições musicais dos editores. As gravações de áudio e audiovisual que incorporam essas composições atraem e retêm usuários (tanto os titulares e visitantes) e impulsionar o engajamento, promovendo assim o lucrativo negócio de publicidade do Twitter e outros fluxos de receita.”

Anúncio. Role para continuar lendo.

Esperançosamente, alguns desses $ 250 milhões irão para os royalties perdidos dos compositores, e não apenas para as empresas, seus conselhos e advogados. The Verge também aponta que o processo nem aborda o fato de que as pessoas estão enviando filmes inteiros para a plataforma, agora que basicamente não há policiamento de conteúdo.

Quer Mais Metal? Assine nossa newsletter diária

Digite suas informações abaixo para obter uma atualização diária com todas as nossas manchetes e receber o boletim informativo The Orchard Metal.

By Dave Jenks

Dave Jenks is an American novelist and Veteran of the United States Marine Corps. Between those careers, he’s worked as a deckhand, commercial fisherman, divemaster, taxi driver, construction manager, and over the road truck driver, among many other things. He now lives on a sea island, in the South Carolina Lowcountry, with his wife and youngest daughter. They also have three grown children, five grand children, three dogs and a whole flock of parakeets. Stinnett grew up in Melbourne, Florida and has also lived in the Florida Keys, the Bahamas, and Cozumel, Mexico. His next dream is to one day visit and dive Cuba.