Mon. Mar 4th, 2024


Em 23 de agosto, um tribunal do Escritório de Patentes e Marcas Registradas dos EUA ficou do lado do Prince Estate ao rejeitar formalmente uma empresa que tentou registrar a marca “Purple Rain”, relata Painel publicitário. A empresa, Bang Energy, esperava aplicar a frase às suas bebidas energéticas, suplementos alimentares e bebidas esportivas. Ao anunciar sua decisão, os juízes afirmaram que a frase “única e inconfundível” pertence ao falecido músico.

“Os consumidores que encontrarem a marca do requerente, quando usada em conexão com os bens do requerente, presumirão uma conexão entre ‘Purple Rain’ e Prince”, disse um juiz durante a decisão. Como evidência, a decisão citou uma pesquisa que perguntou aos participantes o que “vem à mente” quando viram a frase “Purple Rain”. Aproximadamente 63% responderam com “Prince”, seu álbum de mesmo nome, a música-título dele ou seu musical de 1984.

Uma subsidiária da Bang Energy solicitou o registro de “Purple Rain” como marca registrada em 2020. Ao saber do veredicto final na semana passada, o CEO da Bang Energy, Jack Owoc, disse Painel publicitário ele era “um grande fã” do falecido artista, dizendo: “Nós respeitamos muito Prince e sua propriedade e não vamos ‘chover’ no desfile deles. Talvez possamos negociar um acordo no futuro que seja mutuamente benéfico para ambas as partes.”

“’Purple rain’ não é uma palavra na língua inglesa”, escreveram os advogados do Prince Estate ao apresentar seu caso para se opor à marca registrada. “Prince escolheu a frase e a tornou famosa por meio de um álbum vencedor do Grammy, um grande filme, uma música apresentada ao redor do mundo e a imagem icônica do falecido artista no figurino, filme e turnê. Para a grande maioria dos consumidores, o único significado que o termo ‘Purple Rain’ tem é identificar Prince e a imagem que ele tornou famoso.”

No início deste mês, um juiz de Minnesota assinou um acordo que finaliza como a propriedade e os bens do falecido príncipe seriam distribuídos. O músico morreu sem deixar testamento, deixando todos os seus pertences – incluindo os direitos de sua música – para serem divididos entre seus herdeiros, seus conselheiros e a empresa de gestão Primary Wave.

A imagem pode conter: Humano, Pessoa, Dispositivo Elétrico, Microfone, Atividades de Lazer, Instrumento Musical e Guitarra

O que acontecerá com a propriedade do príncipe? Seu ex-advogado tem algumas ideias

By Dave Jenks

Dave Jenks is an American novelist and Veteran of the United States Marine Corps. Between those careers, he’s worked as a deckhand, commercial fisherman, divemaster, taxi driver, construction manager, and over the road truck driver, among many other things. He now lives on a sea island, in the South Carolina Lowcountry, with his wife and youngest daughter. They also have three grown children, five grand children, three dogs and a whole flock of parakeets. Stinnett grew up in Melbourne, Florida and has also lived in the Florida Keys, the Bahamas, and Cozumel, Mexico. His next dream is to one day visit and dive Cuba.