Mon. Feb 26th, 2024
dance


O papel da dança na história de Portugal é vasto e complexo, refletindo as mudanças sociais, políticas e culturais ao longo dos séculos. A dança sempre desempenhou um papel significativo na identidade nacional portuguesa, influenciando as artes, a religião e as tradições populares.

A história da dança em Portugal remonta à pré-história, com a descoberta de pinturas rupestres representando danças rituais em cavernas na região. Estes vestígios arqueológicos mostram a importância da dança como uma forma de expressão cultural e espiritual desde tempos antigos.

Durante a era romana, a dança foi integrada nas festividades e celebrações religiosas, influenciando as danças populares que ainda são realizadas em algumas regiões de Portugal. Com a chegada dos mouros à Península Ibérica, a dança foi novamente transformada, mesclando influências árabes e cristãs na cultura portuguesa.

No período medieval, a dança desempenhou um papel crucial nas cortes e festividades reais, com danças de corte, torneios e mascaradas se tornando parte integrante da cultura da nobreza portuguesa. A dança também desempenhou um papel importante na religião, com as danças religiosas sendo realizadas em honra dos santos e festividades religiosas.

No período dos Descobrimentos, a dança foi levada para as colônias portuguesas ao redor do mundo, influenciando as danças tradicionais de países como Brasil, Angola e Moçambique. As danças folclóricas e populares de Portugal também se espalharam por toda a Europa, com a dança tradicional portuguesa se tornando reconhecida como uma forma única e distinta de expressão cultural.

Durante o período de ditadura em Portugal, a dança foi muitas vezes reprimida e censurada, com restrições sendo impostas à liberdade de expressão artística e cultural. No entanto, a dança ainda sobreviveu e floresceu entre a comunidade artística e as tradições populares, mantendo viva a rica herança da dança portuguesa.

Após a Revolução dos Cravos, a dança experimentou um renascimento e um ressurgimento, com novas formas de expressão artística e movimentos de dança contemporânea emergindo em Portugal. A dança contemporânea tornou-se uma forma de expressão poderosa e influente, refletindo as mudanças sociais e políticas que ocorreram no país.

Hoje, a dança continua a desempenhar um papel crucial na cultura portuguesa, com festivais de dança, companhias de dança e escolas de dança proliferando em todo o país. A dança tradicional portuguesa, como o fado e o vira, continuam a ser celebradas e preservadas, enquanto novas formas de dança contemporânea continuam a evoluir e se desenvolver.

Em resumo, o papel da dança na história de Portugal é diverso e multifacetado, refletindo a rica diversidade cultural e a herança única do país. A dança continua a desempenhar um papel crucial na identidade nacional portuguesa, influenciando as artes, a religião e as tradições populares ao longo dos séculos.

By Dave Jenks

Dave Jenks is an American novelist and Veteran of the United States Marine Corps. Between those careers, he’s worked as a deckhand, commercial fisherman, divemaster, taxi driver, construction manager, and over the road truck driver, among many other things. He now lives on a sea island, in the South Carolina Lowcountry, with his wife and youngest daughter. They also have three grown children, five grand children, three dogs and a whole flock of parakeets. Stinnett grew up in Melbourne, Florida and has also lived in the Florida Keys, the Bahamas, and Cozumel, Mexico. His next dream is to one day visit and dive Cuba.