Wed. Feb 28th, 2024



Há um ano e meio, o Suspect208 parecia ser a próxima grande novidade. A jovem banda foi liderada por Noah Weiland (filho do falecido vocalista do Stone Temple Pilots, Scott Weiland), e também contou com London Hudson (filho de Slash) na bateria, Tye Trujillo (filho de Robert Trujillo do Metallica) no baixo e Niko Tsangaris na guitarra. . Infelizmente, tudo desmoronou para o grupo apenas alguns meses depois de decolar.

Depois de se mostrar promissor no final de 2020 com seus dois primeiros singles, “Long Awaited” e “All Black”, a banda anunciou no início de 2021 que havia se separado de Noah, citando seu “caminho sombrio do uso de drogas”. Eles tentaram continuar com o novo cantor Cody Houston, mas acabaram se separando completamente logo depois.

Em uma nova entrevista com o iHeartRadio, Noah se abriu sobre sua saída da banda, sua batalha contra as drogas, seu relacionamento com seu falecido pai e sua carreira musical contínua.

Noah admitiu que tinha um problema com abuso de substâncias, mas insistiu que não desenvolveu um vício em drogas até alguns meses depois de ser expulso do Suspect208. “Isso é uma coisa que as pessoas não sabem: eu nem estava viciado em nada quando tudo isso aconteceu”, disse Noah. “Eu não fiquei viciado em coisas até meses depois. Foi isso que me deixou tão bravo.”

Ele continuou: “Isso me deixou louco porque sim, eu acabei ficando viciado, mas antes disso eu não era viciado em drogas e eles fizeram parecer que eu era e por um tempo, quando eu realmente não era, foi aí que me machucou. a maioria.”

Na época em que foi demitido do Suspect208, ele ficou muito magoado com os comentários online comparando-o a seu pai, que morreu tragicamente em 2015 por overdose acidental de cocaína e outras substâncias. “As pessoas querem tanto me ver como uma estatística, eu sinto”, comentou Noah. “Havia tantos posts quando a banda acabou e todos os comentários eram, ‘Oh, assim como o pai dele, assim como o pai dele.’”



By Dave Jenks

Dave Jenks is an American novelist and Veteran of the United States Marine Corps. Between those careers, he’s worked as a deckhand, commercial fisherman, divemaster, taxi driver, construction manager, and over the road truck driver, among many other things. He now lives on a sea island, in the South Carolina Lowcountry, with his wife and youngest daughter. They also have three grown children, five grand children, three dogs and a whole flock of parakeets. Stinnett grew up in Melbourne, Florida and has also lived in the Florida Keys, the Bahamas, and Cozumel, Mexico. His next dream is to one day visit and dive Cuba.