Mon. May 23rd, 2022


O San Francisco Ballet acaba de anunciar que Tamara Rojo se tornará sua próxima diretora artística, após a aposentadoria de Helgi Tomasson, que deixa o cargo no final deste ano após 37 anos. Rojo se mudará para San Francisco com seu marido, Isaac Hernández, que foi recentemente nomeado diretor do SFB depois de dançar lá anteriormente; ela assumirá as rédeas no final de 2022.

Rojo chega ao SFB vinda do English National Ballet, onde tem sido amplamente aclamada por sua liderança; desde 2012, ela atua como diretora artística e diretora principal. Revista de dança homenageou-a com um prêmio Dance Magazine no mês passado, e ela foi recentemente referida como “a mulher mais poderosa do balé” pelo jornal britânico Os tempos em uma reportagem sobre sua reconstrução do clássico Petipa Raymonda, estreia em 18 de janeiro.

De acordo com o Dance Data Project, o SFB tem o segundo maior orçamento de qualquer companhia de balé dos EUA (atrás apenas do New York City Ballet), e agora se tornará o maior com uma única diretora artística feminina. Como aponta a líder de pesquisa do DDP, Michayla Kelly, em resposta à nomeação de Rojo, “isso tem o potencial de diminuir a diferença salarial de gênero nos diretores artísticos de balé dos EUA e mudar o cenário do balé nos EUA”

Uma ex-estrela do The Royal Ballet, a bailarina espanhola inicialmente fez seu nome com sua técnica impecável e performances magnéticas. Na ENB, Rojo tem tornou a empresa um ator importante no cenário mundial ao encomendar obras como uma releitura de Giselle por Akram Khan, e trazendo estrelas internacionais como Hernández e Jeffrey Cirio. Ela também tem sido uma defensora de coreógrafas femininas, encomendando mais de 40 obras de mulheres ao longo de seu mandato.

Em um comunicado à imprensa, Rojo disse: “Há muito tempo admiro o San Francisco Ballet como uma das companhias de dança mais criativas da América, oferecendo a tantas vozes artísticas diferentes a oportunidade de criar obras para alguns dos melhores dançarinos do mundo. Estou animado para me juntar ao SF Ballet para aumentar o espírito inovador da empresa, enquanto reavaliamos como o futuro do balé pode e deve ser, abrindo o melhor que nossa forma de arte pode oferecer para o público mais amplo possível.”

A ENB está atualmente formando um comitê consultivo para auxiliar o conselho na busca pelo substituto de Rojo.

By admin