Região dos Vales Rio Grande do Sul Serviços

Sinimbu: Prefeitura alerta sobre descarte irregular de lixo Comunidade deve ajudar a fiscalizar e denunciar descartes irregulares. Jogar lixo em local impróprio é crime e pode dar multa de até R$ 5 mil.

Lixo Sinimbu

A Prefeitura de Sinimbu, através do Departamento Municipal de Meio Ambiente, está alertando a comunidade local sobre o descarte irregular de lixo. Depois de receber a informação sobre o abandono de diversos materiais em Rio Pequeno, o município está alertando a população de que jogar lixo em local impróprio é crime e pode dar multa de até R$ 5 mil.

Conforme a chefe do Departamento de Meio Ambiente de Sinimbu, Fabiani Knod, a Prefeitura foi informada sobre o descarte irregular de peças e materiais diversos em Rio Pequeno e já providenciou o recolhimento para dar a destinação correta do lixo. “Gostaríamos de pedir para que a comunidade ajude a fiscalizar esse tipo de ação. Quem ver ou souber de atos desse tipo, deve entrar em contato conosco e nos informar”, completa.

Ela lembra ainda que jogar e abandonar lixo em locais impróprios é crime e pode geral multa de até R$ 5 mil por infração. “Se alguém tiver dúvidas sobre onde ou como descartar de forma correta seu lixo, deve entrar em contato com a gente para podermos ajudar na destinação correta. Nosso município é um local bonito, com a natureza preservada. Não é comum ter atos assim e ver o lixo jogado por ai. Pedimos para que a comunidade continue zelando pela nossa cidade e interior”, finaliza Fabiani.

 

Comunidade deve ficar atenta ao cronograma de recolhimento

Outro alerta que o Departamento de Meio Ambiente de Sinimbu faz está relacionado ao cronograma de recolhimento de lixo no centro e interior do município. A comunidade deve ficar atenta aos dias e horários que o lixo é recolhido, bem como o tipo de material (reciclável ou não).

Fabiane lembra que o lixo deve ser depositado para recolhimento apenas próximo ao horário em que o caminhão passa. “Se ele for depositado em horários ou dias diferentes, ele ficará exposto e acumulado em via pública, correndo risco de ser espalhado por vento, chuva ou até por animais. Pedimos a compreensão da comunidade nesse sentido. Quem tiver dúvidas sobre o roteiro ou cronograma de recolhimento, pode entrar conosco”, completa.

Fonte: AI Sinimbu


Sobre o autor

Mariéle Gomes Gross

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: