Sun. Jun 26th, 2022



A Rússia planeja banir o Facebook no país, de acordo com um comunicado do regulador russo de comunicações Roskomnadzo. O Facebook se recusou a cumprir a exigência da Rússia de parar de checar a mídia estatal.

A declaração de Roskomnadzo (traduzida via A Beira) cita 26 casos de “discriminação contra a mídia russa e recursos de informação pelo Facebook” desde outubro de 2020. Também acusou a plataforma de mídia social de violar a lei federal ao restringir o acesso aos meios de comunicação estatais.

Esta notícia chega logo após a invasão da Ucrânia pela Rússia. Desde que a guerra começou na semana passada, frotas de russos se reuniram nas ruas para protestar contra a invasão, e milhares foram presos. Embora o presidente Vladimir Putin tenha negado os planos de instituir a lei marcial, o regime ameaçou bloquear sites de mídia – particularmente a Wikipedia – por publicarem fatos que pintariam a liderança da Rússia sob uma luz negativa. Na semana passada, a Rússia também estrangulou o Twitter.

Hoje cedo, a legislatura da Rússia apresentou uma nova lei contra a divulgação de “notícias falsas” sobre as forças armadas do país. Fazer isso seria punível com até 15 anos de prisão. Desde então, a BBC anunciou que suspenderia a cobertura no país.

Esta é uma das muitas tentativas recentes que a Rússia fez de censurar a mídia desde o início da invasão. No início desta semana, a Netflix anunciou que ignoraria uma nova lei russa que exige que as plataformas de mídia transmitam canais de propaganda estatal.

Em apoio à Ucrânia, Live Nation e Spotify encerraram seus negócios na Rússia esta semana, enquanto artistas como Green Day, Nick Cave e Iggy Pop cancelaram as datas da turnê russa.



By admin