Brasil Meio Ambiente Região dos Vales Rio Grande do Sul Saúde

Prefeito de Novo Cabrais assina Protocolo de Intenção para implantação de Laboratório Fitoterápico no município Em decorrências dos resultados alcançados com o curso de Saúde Popular Comunitária, administração municipal visa ampliar espaço e atendimentos para total desempenho do projeto.

Tendo como alguns dos objetivos o resgate do uso de plantas medicinais no tratamento de enfermidades, a contribuição na formação e no aperfeiçoamento de políticas públicas na área da Saúde e o desenvolvimento de ações de educação popular através de cursos básicos, técnicos e avançados da Saúde Popular Comunitária, o Prefeito de Novo Cabrais, André Lacerda, assinou na manhã deste sábado, 15, junto com o presidente da Associação de Apoio à Pessoas Carentes e Necessitadas de Santa Cruz do Sul, Antônio Rogério de Souza, um protocolo de intenções referentes à implantação de um Centro de Referência Fitoterápico, na localidade de Cortado, interior de Novo Cabrais.

Com interesses comuns entre as partes, de levar à comunidade o resgate de práticas populares através de recursos encontrados na natureza, como folhas, flores e cascas, o projeto será constituído de maneira mútua entre o Poder Público Municipal e a Sociedade Civil organizada.

O encontro aconteceu no Centro de Formação São Francisco de Assis, em Santa Cruz do Sul, com presença de integrantes do Fórum Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional dos Povos Tradicionais de Matriz Africana (FONSANPOTMA), Cooperativa Estadual e Trabalho e Desenvolvimento dos Povos Tradicionais de Matriz Africana (COOPTMA), do Centro de Assessoria Multiprofissional (CAMP), além de representantes do município de Novo Cabrais e da Associação de Apoio a Pessoas Carentes e Necessitadas de Santa Cruz do Sul.

Conforme o Coordenador Administrativo do FONSANPOTMA/RS e Terapeuta Homeopata Marcos Zerbielli, a próxima etapa do projeto é a captação de recursos para a efetuação do Centro de Referência, que já conta com apoio de parlamentares Federais.

SAIBA MAIS

Em Novo Cabrais, o projeto “Saúde Popular Comunitária” já está sendo ministrado na Paróquia São Cláudio, no Cortado, por Zerbielli, que integra a Associação de Apoio a Pessoas Carentes e Necessitadas de Santa Cruz do Sul e é Profissional da Associação Brasileira de Homeopatia Popular (ABHP). No local, ele realiza atendimentos utilizando práticas populares de saúde, com medicamentos fitoterápicos e homeopáticos.

Devido à crescente procura e interesse da comunidade sobre o assunto e pelos serviços prestados pelo especialista, que obtiveram notáveis resultados na recuperação da saúde de pessoas, plantas e animais, houve a necessidade de ampliar os espaços para melhor atendimentos e desenvolvimento total do projeto.

Sendo assim, considerando os resultados obtidos com as práticas Fitoterápicas e homeopáticas na área da saúde municipal e na melhoria de qualidade de vida dos cidadãos que participam das atividades ministradas, parcerias foram criadas no município e no Estado, para estender o Projeto à nível regional e nacional, oportunizando dessa forma o desenvolvimento potencial produtivo das comunidades envolvidas, da geração de renda, melhoria nas áreas de meio ambiente, entre outros benefícios.

Conforme Lacerda, através do curso de Saúde Popular Comunitária, Zerbielli conseguiu grandes feitos, mobilizando a população do município e da região para que buscassem cuidar da própria saúde de maneira saudável, aprendendo a manusear ervas e ainda despertando o interesse da comunidade pelo assunto.

O Prefeito ainda descreve que antes do curso ser ministrado, com frequência se encontravam filas nas duas Unidades Básicas de Saúde do município, justamente pelo povo não haver consciência dessa memória ancestral, de se tratar com produtos que estão ao alcance de todos, por um baixo custo. “O mundo está indo para um caminho que precisamos reaprender como viver com os ensinamentos deixados por nossos antepassados, enquanto há tempo”, frisou.

O ESPAÇO

Por sua localização, áreas disponíveis e por demonstração de interesse em colaborar com o projeto, a ideia é de que o mesmo seja desenvolvido junto a Escola Estadual de Ensino Fundamental Pedro Lovato, na localidade de Cortado, com um espaço de quatro hectares disponíveis para serem trabalhados. Entre os diversos planos para o ambiente, uma biblioteca com arquivos, banco de dados, videoteca e demais sistemas de informações sobre a fitoterapia e homeopatia devem estar disponíveis para toda a comunidade.

ATIVIDADES QUE DEVEM SER DESENVOLVIDAS NO ESPAÇO

Objetivando continuar proporcionando conhecimento à comunidade sobre o uso de plantas medicinais e cuidados com a saúde física, mental e espiritual, além de buscar estabelecer uma relação de convívio e respeito entre a população e a natureza, diversas ações devem ser realizadas no Centro de Referência, sendo algumas delas:

*Curso de Saúde Popular Comunitária;

* Área de pesquisa e experimentação;

*Instalação de Laboratório Fitoterápico e Homeopático;

*Atendimentos Comunitários;

*Palestras, Seminários e dias de campo;

*Instalação do Espaço do Cuidado;

*Organização de acervo bibliográfico disponível para a comunidade;

*Horto Medicinal, entre outros serviços que visam o cuidado com a vida.

HOMEOPATIA E FITOTERÁPICOS

Criada por Samuel Hahnemann, com o objetivo de curar problemas físicos e psicológicos sem a necessidade de utilizar medicamentos químicos que poderiam provocar efeitos colaterais, a homeopatia é um tipo de tratamento que utiliza as mesmas substância que provocam os sintomas para tratar ou aliviar vários tipos de doenças, como asma, ansiedade, depressão, entre outros, seguindo o princípio geral de que “semelhante cura semelhante”.

Já como Fitoterápicos são considerados aqueles medicamentos obtidos com emprego exclusivo de matérias-primas ativas vegetais.

*Ressaltamos que para fazer uso destes medicamentos, um especialista deve ser consultado. Eles devem ser utilizados para completar o tratamento clínico, não para substituí-lo.

Assinatura de ambas partes aconteceu nesta manhã, em Santa Cruz do Sul.

Foto: Marcelo Müller/Dial.News

Sobre o autor

Marcelo Müller

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: