Policial Região dos Vales Rio Grande do Sul

Operação da Receita Federal investiga empresa de Candelária Ao todo, os agentes atuaram em sete municípios no estado durante esta terça-feira, 18.

Receita Federal

Uma Operação da Receita Federal, denominada Caça-Fantasmas, atuou em sete municípios do estado nesta terça-feira, 18, no combate a empresas fantasmas de venda de tabaco, que atuam de forma fraudulenta, visando lucros e diversos outros tipos de vantagens indevidas.

Segundo o delegado da Receita Federal de Santa Cruz do Sul, Leomar Padilha tratam-se de empresas de fachada, que não pagam tributos, e possuem alta movimentação financeira e de notas fiscais.

Além disso, tais empresas, em sua maioria estariam em nome de “laranjas”, para dificultar a identificação dos verdadeiros proprietários. “A intenção é combater esse tipo de crime, onde estas supostas empresas compram dos produtores, não pagam nenhum centavo de impostos e depois revendem para outras empresas”, comentou.

Dentre as empresas envolvidas na ofensiva, encontram-se algumas dos municípios de Candelária,Venâncio Aires, Vera Cruz, Camaquã, Rio Pardo, São Lourenço do Sul e Cerro Grande do Sul.

De acordo com Padilha, a intenção é combater o esquema fraudulento interceptando estas empresas e identificando seus verdadeiros proprietários por meio de documentos e dados levantados. “Vamos moralizar a cadeia do comércio do tabaco, pois estamos identificando muitas empresas que não pagam seus tributos com movimentos de cerca de R$ 500 milhões nos últimos dois anos”, pontuou.

Com relação a empresa candelariense, como a Operação ainda não havia encerrado até a finalização desta matéria, o delegado não soube precisar as medidas que serão tomadas. Ao todo 33 agentes participaram da ação.


Sobre o autor

Mariéle Gomes Gross

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: