Meio Ambiente Região dos Vales Rio Grande do Sul Serviços

Novo Cabrais : Sindicato encaminha crédito para a compra de terras Agricultores familiares também poderão participar do Projeto de Recuperação de Biomas.

TErras

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cachoeira do Sul e Novo Cabrais começam a operar neste mês de outubro o Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), que é uma política pública do fundo de terras da união voltada à agricultura familiar.

O PNCF é um programa que tem por objetivo disponibilizar financiamento a longo prazo destinado a compra de terras para pequenos agricultores adquirirem imóveis rurais.

O crédito disponibilizado através do programa possui um teto de financiamento de até R$ 140.000,00 e pode ser pago em 25 parcelas anuais, com até três anos de carência, a juros fixos de 2,5% ao ano.

Para acessar ao crédito o agricultor não pode ter restrição cadastral e deve se enquadrar nas regras do programa. Aos interessados, o sindicato orienta que procurem identificar uma propriedade rural antes de encaminhar a documentação para o acesso ao projeto.

Agricultores poderão ser beneficiados por serviços ambientais em Novo Cabrais

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cachoeira do Sul e Novo Cabrais abriu inscrições para agricultores familiares participarem do Projeto de Recuperação de Biomas da FETAG/STR. O projeto tem por objetivo a reposição de um milhão de mudas de árvores nativas, das quais 600.000 mudas através do manejo dos remanescentes de vegetação nativa e a partir de boas práticas no Bioma Pampa.

O projeto visa disponibilizar mudas de árvores nativas para plantios em áreas da agricultura familiar em que os proprietários tenham interesse de preservação ambiental. O agricultor que aderir ao programa irá receber um benefício de R$ 1,00 por muda plantada, para investimento em manejo e cuidado.

Além disso, Os agricultores da metade sul do município de Cachoeira do Sul poderão se inscrever na modalidade de manejo de campo nativo do Bioma Pampa, podendo receber um valor de até R$ 5.500,00 para investimento em manipulação de pastoreio rotativo em vegetação nativa. Segundo o presidente do sindicato, Diego Kiefer Moreira, “este projeto é uma oportunidade para agricultores darem utilidade para áreas impróprias para o cultivo agrícola dentro das propriedades”.

Fonte: AI Novo Cabrais

Sobre o autor

Mariéle Gomes Gross

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: