Sun. Jun 26th, 2022


Evan Rachel Wood falou publicamente sobre o processo de Marilyn Manson contra ela pela primeira vez hoje em A vista. “Obviamente, não posso falar sobre nenhuma das alegações específicas do processo, mas não estou com medo”, disse ela. “Estou triste, porque é assim que funciona. Isso é o que praticamente todo sobrevivente que tenta expor alguém em uma posição de poder, e isso faz parte da retaliação que mantém os sobreviventes quietos. É por isso que as pessoas não querem se apresentar. Isso era esperado.”

Manson (cujo nome legal é Brian Warner) processou Wood por difamação, sofrimento emocional e “falsificação de identidade pela internet” no início deste mês. Wood alegou pela primeira vez que Manson abusou dela em fevereiro de 2021; A próxima série documental da HBO Ascensão da Fênix segue Wood enquanto ela busca justiça pelo suposto abuso de Manson.

“Estou muito confiante de que tenho a verdade do meu lado e que a verdade será revelada”, disse Wood. “Isso é claramente cronometrado antes do documentário… Não estou fazendo isso para limpar meu nome. Estou fazendo isso para proteger as pessoas. Estou fazendo isso para soar o alarme de que há uma pessoa perigosa lá fora e não quero que ninguém se aproxime dele. Para que as pessoas possam pensar o que quiserem sobre mim. Tenho que deixar o processo legal seguir seu curso e estou firme como uma rocha.”

Ascensão da Fênix estreou no Sundance Film Festival em janeiro; no filme, Wood afirmou que ela não consentiu em fazer sexo no set do vídeo de Manson para sua música “Heart-Shaped Glasses”. O filme estreia na HBO Max amanhã (15 de março).

Contente

Este conteúdo também pode ser visualizado no site de origem.

By admin