Futebol Região dos Vales Rio Grande do Sul

Escolinha do Atlético Candelariense pode se tornar conveniada do Grêmio

Atlético

Proposta dos representantes do time gaúcho, foi apresentada nesta semana no gabinete do prefeito de Candelária.

Uma visita ao município de Candelária nesta semana, trouxe para a escolinha do Clube Atlético Candelariense a possibilidade de um grande passo para as crianças e adolescentes inscritos no projeto.

Representantes das escolas conveniadas do Grêmio, participaram de uma reunião no gabinete do prefeito Paulo Butzge na manhã da última terça-feira, 02, que contou também com a presença do vice-prefeito, Nestor Ellwanger, do secretário de Cultura, Turismo e Esporte, Dionatan Morales e integrantes da diretoria do Atlético Candelariense, para discutir a viabilidade da escolinha do clube, se tonar uma escola conveniada do Grêmio Porto-Alegrense.

De acordo com o presidente do Atlético, Rafael Vezentini, o encontro foi positivo e esclarecedor, pois o gerente das escolas conveniadas, Arci Caetano, elencou todas as exigências do tricolor, bem como esclareceu dúvidas e pontou o valor de uma escolinha conveniada.

Vezentini explica que se esta parceria se concretizar, muita coisa mudará para o Clube, já que o Grêmio é uma marca de referência mundial e que poderá abrir portas para os atletas mirins de Candelária. “Estamos estudando a possibilidade de firmarmos essa parceria. A maior preocupação hoje está relacionada a questões financeiras”, explicou.

Segundo ele, para o início dos trabalhos o Clube de Candelária teria pagar o valor de R$ 5 mil para se conveniar e a partir do segundo ano de funcionamento, teria que ser implantada uma mensalidade de R$ 5 por atleta. Além disso, todos os uniformes, tanto de treinos, quanto de competições teriam que ser modificados e padronizados com as cores do Grêmio. Outra mudança é com relação aos treinos, que hoje acontecem somente aos sábados com profissionais voluntários. “Nossos alunos teriam que treinar como as demais escolas conveniadas, três vezes por semana, o que demandaria a contratação de um profissional, já que nossos voluntários possuem suas profissões nas quais atuam ao longo da semana”, relatou.

A possibilidade idealizada pelo prefeito Paulo Butzge, chega de forma positiva ao clube, que além de uma amplitude em seu nome, receberia toda a metodologia de treinamento, nos padrões do Grêmio, acompanhamento periódico de profissionais do tricolor e ainda a possibilidade dos jogadores de Candelária fazerem parte da unidade de Porto Alegre, já que o Atlético poderia solicitar visitas de avaliação dos atletas que se destacam, viabilizando esse crescimento na carreira.

O presidente do Atlético ressalta que não há uma data para a definição desta parceria, mas que o clube avalia com carinho a proposta e as possibilidades.

Após o encontro o grupo visitou ainda em Candelária o estádio Darcy Matin, que se encontra em reformas e o campo do Colégio Lepage, onde atualmente acontecem os jogos e treinos da escolinha.


Sobre o autor

Mariéle Gomes Gross

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: