Thu. Dec 9th, 2021



Comissionado criar uma peça totalmente nova soa como um sonho para a maioria dos coreógrafos freelance. Você começa a trabalhar com dançarinos talentosos, no espaço do estúdio você não precisa se reservar, às vezes com carta branca em relação a temas coreográficos, música e até tamanho do elenco. Mas, pelo menos na dança de concerto, esses shows normalmente operam em uma linha do tempo muito abreviada. “Você tem duas ou três semanas, se tiver sorte, para fazer um trabalho”, diz o coreógrafo Adam Barruch, que criou peças para a Companhia de Dança Limón, Ailey II e BalletX, entre outras.

É aconselhável investir em uma preparação pré-estúdio significativa. “Ter uma boa ideia do que quero fazer antes de entrar no espaço é sempre útil, de modo que uma versão destilada já existe quando eu entro na sala”, diz Barruch. Tente descobrir o máximo que puder sobre o que o diretor artístico espera alcançar com sua encomenda – bem antes do primeiro dia de ensaio. Aqui está o que perguntar.


“Qual deve ser o comprimento desta peça?” Além de dar a você uma base inicial para a escala do que você pode criar, a duração aproximada de uma peça pode ajudá-lo a determinar o número mínimo de horas de ensaio que você precisará com o elenco. Depois de criar seus primeiros trabalhos para companhias como Hubbard Street 2 e Milwaukee Ballet, a coreógrafa Gabrielle Lamb aprendeu que precisa de três horas de ensaio por minuto de coreografia. “Trabalhei muito mais rápido, mas não gosto”, diz ela.

“Qual será a música?” Barruch sempre pergunta se é possível trabalhar com um compositor em uma nova partitura, chegando mesmo a alocar uma parte de sua taxa para composição musical, se necessário.

“Você tem um elenco específico em mente?” Se o diretor da empresa ainda não escalou sua comissão, você pode ter uma palavra a dizer sobre com quais dançarinos trabalhará, ou até mesmo como você fará o teste para eles. Lamb, por exemplo, prefere dar uma aula contemporânea ou, quando o tempo é mais limitado, ensinar uma frase, para ver como os dançarinos se harmonizam com seu movimento e abordagem. “O que é realmente estranho para mim é o elenco de uma aula de balé”, diz ela.

“Onde essa peça vai cair no programa?” Pergunte se o seu trabalho precisa preencher um determinado papel em um programa, seja como um aproximador, um abridor ou um complemento a danças já existentes. Lamb pode pesquisar os outros coreógrafos ou até mesmo perguntar sobre a paleta de cores de outras peças. “Você quer ter certeza de que cada peça do programa parece uma nova cor, uma nova seção”, diz ela.

“Posso trazer um assistente?” O colaborador de longa data de Barruch, Chelsea Bonosky, frequentemente o acompanha como seu assistente em encomendas coreográficas, se houver espaço no orçamento.

Como você consegue uma comissão em primeiro lugar?

Coreógrafos normalmente não obtêm comissões do nada. Aqui estão três maneiras de aprimorar suas habilidades e colocar o pé na porta.

Insira uma coreografia competição ou festival: Gabrielle Lamb ganhou sua primeira comissão ao vencer a competição coreográfica anual na segunda companhia de Hubbard Street Dance Chicago. “Quando eu tinha muito pouca experiência, qualquer pessoa que estava pedindo inscrições, eu mandava meu trabalho para”, diz ela. Embora Hubbard Street 2 tenha se dissolvido desde então, você pode olhar para oportunidades como a competição Genesis do Milwaukee Ballet, Prêmio ACE Capezio, Festival de Coreografia de Palm Desert, Obras Vencedoras do Ballet Joffrey e Shindig Coreográfico de Whim W’him.

Mostrar trabalho na APAP: A primeira encomenda de Adam Barruch, para a agora extinta River North Dance Chicago, surgiu depois que o diretor artístico viu o trabalho de Barruch na conferência anual da Association of Performing Arts Professionals na cidade de Nova York. Ao se inscrever para participar da conferência da APAP, você terá a oportunidade de compartilhar sua coreografia com apresentadores e bookers de todo o país.

Pratique com apostas mais baixas: Barruch passou vários anos aprimorando sua voz coreográfica, criando trabalhos sobre si mesmo e amigos de confiança, e em estúdios e escolas. “Isso me ajudou a refinar meu processo e definir o que eu queria fazer quando entrasse na sala de uma empresa”, diz ele.



By admin