Sat. May 21st, 2022


Há muitas razões para entrar no ensino de teatro. Seja por amor ao ensino ou amor ao teatro, é importante respirar fundo e aproveitar a jornada. Aprenda com os desafios e comemore os sucessos. Mas às vezes pode ser difícil determinar como é o sucesso.

Então fomos direto à fonte para obter informações privilegiadas de quem já esteve lá: professores de teatro.

Perguntamos: Como você define o sucesso como professor de teatro?


Mantenha contato

Os sucessos surpreendentes de tantos alunos. Ainda mais importante, como tantos deles permaneceram em contato ao longo dos anos. Eu amei cada um deles e significa muito ainda estar em contato. Adoro poder parabenizá-los por suas muitas conquistas. (Kim)

Ex-alunos, há 15 anos, me escrevendo cartas de agradecimento e percebendo os bons efeitos que o drama teve sobre eles. Também adoro quando sou convidada para os casamentos deles! (Tina)

Hoje fui ver uma peça em um teatro local e um dos meus ex-alunos estava nele (não percebi até ver o programa). Ela estava tão animada para me ver e me disse que eu fiz o dia dela, porque eu era seu professor favorito de todos os tempos. Para mim, isso é sucesso. (Jennifer)

Grupos de alunos que continuam amigos e colaboradores criativos depois de saírem da minha aula e voltam para me visitar compartilhando sobre seus últimos projetos. Cartas escritas por alunos defendendo a preservação do programa de teatro escolar citando o impacto que teve em suas vidas. (Diana)

Desenvolvendo habilidades para a vida

Os alunos estão aprendendo habilidades e alongando o que for necessário para alongar… voz, confiança, movimento, intenções, trabalho em equipe, consciência, escuta, postura, contato visual, dicção, foco, permanecer no personagem, interpretar personagens cada vez mais difíceis, mais em período, etc., e eles estão gostando depois de uma performance/sucesso? (Débora)

Alunos aprendendo empatia pelos outros e como ser, sem remorso, seu eu mais autêntico. (Kelly)

Consciência social de algo maior do que si mesmo enraizado em ações alimentadas com empatia. (Pam)

Ser informado por um pai de um aluno disléxico que eles nunca pensaram que seu filho seria capaz de ler com confiança, mas vê-los em um palco em frente a uma multidão memorizando falas os surpreendeu. (Eryn)

Construção de confiança

Quando aquele garoto mais tímido se abre e é dono de sua cena para o deleite do público. E vê-lo sentir essa alegria. (Kelly)

Ver um garotinho tímido chegar à aula no início do ano e sair no final do ano sendo capaz de se levantar e se apresentar com confiança na frente da classe é o mais gratificante para mim. Construindo confiança e ajudando-os a acreditar em si mesmos! (Ashleigh)

Ter alunos me abraçando à força após a apresentação, dizendo: ‘Você disse que eu poderia fazer isso e você estava certo, você acreditou em mim mais do que eu! (Vicky)

Crianças felizes e confiantes. (Kris)

Conseguir um garoto que antes tinha medo do palco para atuar como protagonista em seu show. (Jeff)

Não ter que estar nos bastidores porque os alunos estão tão confiantes em sua capacidade de fazer o trabalho. (Meg)

Se meus alunos saem do meu atendimento tendo mais confiança em si mesmos do que quando eu os peguei. (RHS)

Quando vejo meus atores totalmente comprometidos e destemidos em seus personagens. (Jeanette)

Os sorrisos em seus rostos quando eles terminam de se apresentar e eles achavam que nunca conseguiriam. (MMS)

Alunos encontrando seu lugar

Um lugar para as crianças pertencerem, encontrarem suas coisas, como qualquer criança que ama basquete, música, etc. O orgulho que sentem ao fazer um show, a alegria que sentem ao jogar um jogo, se perder em um personagem… coisas. (Tara)

Quando um pai me diz: “Meu filho adora isso, ele encontrou seu povo”. (Shannon)

Minha parte favorita da educação teatral é o parentesco e o sentimento de família que vem do esforço compartilhado de montar um espetáculo. Quando vejo até as crianças mais peculiares encontrando consolo no espaço seguro que me esforço para criar, isso para mim é o maior sucesso que eu poderia alcançar. (Leigh)

Como professora neurodivergente, o teatro salvou a escola para mim. Espero ser esse lugar para meus filhos. (Amanda)

Pequenas coisas. Aquela caloura que veio depois da escola para terminar de pintar aquela peça que você designou durante a aula que gradualmente conhece as crianças do teatro ensaiando e então quando um membro do conjunto cai, ela está lá para intervir e dentro de um mês, ela encontrou sua família de teatro e ela será uma garota dramática para a vida toda, e naqueles pequenos momentos de um aluno por vez, a magia é feita e a fé é restaurada e eu estou mais uma vez apaixonado pelo que faço. Pequenas coisas. (Terry)

Ver os alunos entrarem em suas próprias

Observando e fazendo parte de seu desenvolvimento como artistas e seres humanos. Aquele momento em que você os vê se destacando é tão gratificante! (Amy)

Crescimento! Minha coisa favorita no mundo é o feedback dizendo: “Eu nunca esperei isso de [troubled/shy/athletic/etc. student name]!” (Caryn)

A posse de atores e tecnologia na noite do show de abertura! Eles a possuem. Alegria! (Betty)

Desenvolvendo o amor pelo teatro

Quando as pessoas que experimentam suas primeiras aulas de repente percebem que o teatro é um assunto essencial e deve ser ensinado a todas as idades e níveis. Bingo aí. (Amina)

Quando a cortina final cai no final de uma corrida e todos os alunos correm para você e imploram para fazer mais uma apresentação ou começam a perguntar qual será o próximo show. (Conta)

Alunos que saem da minha aula adorando teatro. (Roxane)

Justamente quando começamos os ensaios em uma apresentação de fim de curso e um aluno pergunta: “Depois deste vamos fazer outro show?!” (Ranya)

Quando os alunos saem da sala conversando animadamente sobre o que acabaram de vivenciar na aula. (Kati)

Clique aqui para saber mais sobre como medir o sucesso na aula de teatro, além de um Exercício de Reflexão gratuito


Quer saber mais sobre nossas peças, recursos e brindes mais recentes?
Entre na nossa lista!

By admin