Brasil Eleições 2018 Política

Candidatos à Presidência votaram pela manhã Todos os 13 candidatos já fizeram sua votação pela manhã, e fizeram ainda breves declarações

18.10.02 - Datafolha: Bolsonaro tem 32% das intenções de voto; Haddad tem 21%

Álvaro Dias (Podemos)

O candidato votou pela manhã no Colégio Mãe de Deus, em Londrina, no Paraná. Ele enfrentou uma pequena fila e esperou aproximadamente 15 minutos para votar. Após a votação, Álvaro Dias concedeu uma entrevista coletiva, na qual afirmou o que espera para o Brasil. “Eu desejo é que o Brasil seja vitorioso” declarou.

Cabo Daciolo (Patriota)

O candidato votou no Rio de Janeiro às 10h40min, no Colégio MV1, no bairro Recreio dos Bandeirantes. Foi ao local acompanhado da mulher, Cristiane, dos três filhos, de pais, irmãos e de colegas bombeiros, e lavava uma Bíblia nas mãos, marca característica do candidato. Daciolo evitou falar sobre os possíveis cenários do segundo turno.

Ciro Gomes (PDT)

O candidato votou em Fortaleza (CE) pela manhã deste domingo. Ele chegou à seção eleitoral por volta das 9h e levou menos de cinco minutos para votar. Ciro Gomes entrou na cabine de votação acompanhado da neta Maria Clara. O candidato se mostrou confiante sobre ir ao segundo turno.

Eymael (DC)

O candidato votou na manhã deste domingo, na zona oeste da capital paulista, acompanhado de aliados. Eymael afirmou que a atuação do partido está concentrada no primeiro turno, “O segundo turno é outra etapa”, declarou à imprensa após registrar seu voto.

Fernando Haddad (PT)

O candidato votou no Brazilian International School, colégio localizado no bairro Moema, na zona sul de São Paulo. Haddad votou após um café da manhã com aliados, pouco antes das 10h, e estava acompanhado de sua esposa, Ana Estela. O candidato ironizou Jair Bolsonaro, afirmando que este não poderá se esconder em redes sociais no segundo tuno.

Geraldo Alckmin (PSDB)

O candidato votou na capital paulista às 10h40min, no Colégio Santo Américo, bairro do Morumbi. Estava acompanhado do candidato ao governo de São Paulo, João Doria, da esposa, dos filhos e de apoiadores. Alckmin exaltou o “dia maior da democracia” e se mostrou otimista, mesmo estando em quarto lugar nas pesquisas eleitorais. Não  comentou sobre possíveis apoios no segundo turno.

Guilherme Boulos (PSol)

O candidato votou na PUC de São Paulo, no bairro de Perdizes, por volta das 9h30min deste domingo. Veio de mãos dadas com as duas filhas, que também o acompanharam durante a votação. Boulos não falou sobre apoio no segundo turno, mas fez claras críticas ao candidato Jair Bolsonaro (PSL), “Nós sempre estivemos nas ruas para barrar o atraso. Ele não. Ele jamais” declarou.

Henrique Meirelles (MDB)

O candidato votou na manhã deste domingo na escola Rio Branco, no Centro da capital paulista. Chegou acompanhado de Paulo Skaf, candidato ao governo de São Paulo pelo mesmo partido. “Uma coisa que tem sido muito desrespeitada no Brasil: as finanças públicas, o dinheiro do povo” Meirelles declarou após votar.

Jair Bolsonaro (PSL)

O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, votou no Rio de Janeiro por volta de 9h na Escola Municipal Rosa da Fonseca, na Vila Militar, ao lado dos filhos Carlos e Flávio Bolsonaro.  Ao sair da seção eleitoral, foi questionado se vê chance de vencer no primeiro turno. O candidato respondeu: “Acaba hoje”.

João Amoedo (Novo)

O candidato chegou ao seu local de votação às 10h, acompanhado da mãe e de duas das três filhas. Votou na Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB), na zona sul do Rio de Janeiro. Sobre o segundo turno, declarou não enxergar possibilidade de apoiar o PT, mas a possibilidade de apoiar Bolsonaro ainda será discutida no partido.

João Goulart Filho (PPL)

O candidato votou pela manhã, em uma escola infantil em Brasília. Sobre apoio a algum candidato no segundo turno, o filho do ex-presidente Jango afirmou que esta é uma decisão do partido. Segundo a Agência Brasil, a legenda deve se reunir na terça-feira, 09, para debater um eventual apoio.

Marina Silva (Rede)

A candidata foi à urna às 9h40min, no horário do Acre (11h40min do horário de Brasília), na sede do Incra, em Rio Branco. Acompanhada do marido Fábio e de uma das irmãs, a candidata afirmou que as eleições deste ano estão ameaçadas pela violência. Confiante que irá para o segundo turno, não comentou sobre possíveis apoios.

Vera Lúcia (PSTU)

A candidata votou na Escola Juscelino Kubichek no Bairro Coroa do Meio, em Aracaju (SE). Ela chegou ao local, por volta das 10h, acompanhada de militantes do partido e da candidata ao governo de Sergipe, Gilvani Santos, também do PSTU. Vera Lúcia exaltou a sua campanha, “Apresentamos aos trabalhadores do Brasil, principalmente aos mais pobres, uma saída para nossa classe, que leva em conta a situação atual” afirmou após votar.


Sobre o autor

Nicoli Saft

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: