Região dos Vales Rio Grande do Sul Serviços

Candelária terá coleta seletiva de resíduos sólidos Projeto denominado “Recicla Candelária”, passa a funcionar a partir do próximo dia 6 de março.

coleta seletiva lixo

A Secretaria de Agricultura, Meio Ambiente e Pesca, através do Departamento de Meio Ambiente, informa que está previsto para o dia 06 de março de 2019 o início da coleta seletiva de resíduos sólidos gerados na zona urbana do município.

O projeto ambiental intitulado “Recicla Candelária”, terá como objetivo principal a separação do lixo, segregando os resíduos com potencial de reciclagem de resíduos classificados como rejeito.

Através de estudos e decisões técnicas para atendimento ao Plano Municipal de Saneamento Básico, a administração pública, decidiu por uma nova gestão de manejo de resíduos sólidos, compatível com a característica do resíduo gerado pela população.

O novo sistema de coleta de resíduos prevê a ampliação do serviço, passando a funcionar em duas frentes, coleta de resíduos úmidos (orgânico e rejeito) que será realizada toda segunda, quarta e sexta-feira, e a coleta dos resíduos recicláveis, que serão coletados na terça, quinta e sábado. Com a ampliação da coleta de resíduos, o processo de recolhimento será efetuado integralmente na zona central e bairros.

O Departamento de Meio Ambiente alerta a população sobre a importância da prática de separação de resíduos, evitando que materiais com potencial de reciclagem sejam destinados a aterro sanitário, em desacordo com o definido na Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), Lei Federal nº 12.305/2011. Igualmente, esclarece que resíduos como lâmpadas, pilhas e baterias são classificadas como especiais e devem ser destinados a estabelecimentos que comercializarão tais materiais, respeitando ao Princípio de Logística Reversa previsto na PNRS.

Coleta de Resíduos Urbanos: frequência e roteiros.

Resíduos Recicláveis

FREQUÊNCIA DE COLETA: TERÇAS, QUINTAS E SÁBADOS

LOCAIS: CENTRO E BAIRROS

·  Papel/papelão (jornais, folhas de ofício, caixas de papelão, revistas, cadernos);

·  Embalagens Tetra Pack;

·  Plástico: PET (garrafas de refrigerantes, água, sucos), sacolas, embalagens de material de limpeza, utensílios e talheres plásticos, embalagens de iogurte, recipientes diversos;

·  Metais: alumínio (latas de refrigerantes, cervejas, alimentos em conserva, antitranspirante), sucata (metais em geral, canos, pregos, parafusos, panelas, latas de conservas), cobre;

·  Isopor;

·  Vidros de embalagens (bebidas, alimentos e conserva);

Resíduos Úmidos (orgânico e rejeito):

FREQUÊNCIA DE COLETA: SEGUNDAS, QUARTAS E SEXTAS

LOCAIS: CENTRO E BAIRROS

·  Material Orgânico (cascas de frutas e legumes, folhas e restos de comida, cascas de ovos, sementes, ossos, erva-mate);

·  Material Rejeito: material de higiene pessoal (tolhas de papel, papel higiênico, absorventes, cotonetes, fraldas descartáveis), bitucas de cigarro, embalagens metalizadas (bombom), esponjas usadas, plástico-filme de embalagens.

Fonte: Roberto Pilz – Engenheiro Ambiental


Sobre o autor

Mariéle Gomes Gross

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: