Mon. Dec 5th, 2022


The Lowdown: Como uma das principais forças criativas do Alice in Chains por décadas, o cantor e guitarrista Jerry Cantrell é responsável por escrever alguns dos melhores riffs de guitarra de todos os tempos do rock. Ele permaneceu ocupado com Alice in Chains (lançando regularmente álbuns e fazendo turnês após a chegada do cantor William DuVall em 2006) e, como resultado, sua carreira solo ficou em segundo plano – sua última oferta solo, Viagem de Degradação, caiu em 2002. Então, quase 20 anos depois, Cantrell está pronto para ir sozinho mais uma vez com Iluminar.

Para o novo álbum, ele contou com a ajuda de nomes renomados como o baixista do Guns N ‘Roses Duff McKagan, o ex-vocalista do Dillinger Escape Plan Greg Puciato (que fornece vocais de fundo) e o produtor / compositor Tyler Bates, entre vários outros músicos respeitados.

O bom: Embora ainda haja muito rock “sombrio mas harmonioso” de Cantrell ouvido em toda a Iluminar, há também um inconfundível “som country” detectado – especialmente na abertura do álbum “Atone”, mais “Black Hearts and Evil Done” e “Prism of Doubt” (graças em grande parte à presença de pedal steel nesta última faixa ) E enquanto o falecido Layne Staley sempre virá à mente em primeiro lugar como o vocalista definitivo do Alice in Chains, Cantrell sempre foi um contribuidor vocal significativo para a banda. E ele prova ter uma boa voz durante todo Iluminar.

Do início ao fim, Iluminar é uma escuta consistente. E em uma época em que um número cada vez maior de artistas se contenta apenas em lançar singles ou um punhado de músicas, é reconfortante ver que ainda há alguns que preferem o “formato de álbum” e levam o ouvinte a uma jornada de um conjunto completo de canções. O Sr. Cantrell certamente realiza a façanha neste lançamento de nove faixas. Como co-produtores do álbum, Cantrell e Bates fazem um ótimo trabalho discando as coisas sonoramente.

O mal: Embora não seja realmente negativo, há certas partes das músicas no Iluminar que soam como se tivessem sido feitos sob medida para Staley ou DuVall para vocalizar, talvez deixando os ouvintes ansiando por uma experiência completa de Alice in Chains. Em particular, os versos de “Siren Song”, o refrão de “Black Hearts and Evil Done” e a totalidade de “Nobody Breaks You”.

O veredito: Com o status de Jerry Cantrell como uma das figuras mais influentes a sair da explosão do grunge, apenas obter uma nova gravação da lenda do rock deve ser apreciado e celebrado. Mas Iluminar leva tudo um passo adiante e mais do que mede seus outros esforços solo. Caramba, em muitos aspectos, até mesmo se iguala (ou até mesmo supera) alguns dos álbuns da era pós-Layne de Alice.

Faixas essenciais: “Nobody Breaks You”, “Siren Song”, “Had to Know”, “Atone”

Nota do Editor: Confira a análise faixa por faixa exclusiva de Jerry Cantrell de Iluminar para Consequência aqui.

Iluminar Obra de arte:

Jerry Cantrell Brighten



By admin